quarta-feira , 21 novembro 2018
Mais Recentes
Home / Lição 07 – Tu me Amas

Lição 07 – Tu me Amas

LIÇÃO 7 – TU ME AMAS?

 

SUPLEMENTO EXCLUSIVO DO PROFESSOR

Afora o suplemento do professor, todo o conteúdo de cada lição é igual para alunos e mestres, inclusive o número da página.

ORIENTAÇÃO PEDAGÓGICA

Querido professor, esta aula tratará da importância de correspondermos adequadamente ao amor de Cristo.  Aprenderemos sobre o Seu maravilhoso e perfeito amor sacrificial, e a amarmos o Senhor com atitudes práticas, conduta diária, sacrificando nossas vontades e opiniões preconcebidas por amor ao Mestre. Portanto, cada ato de nosso viver diário deverá glorificá-lo por Seu grande amor.

Neste afã, alcançaremos vitórias à medida que avançamos com fé e coragem, mortificando nossa carne e suplantando as influências malignas do mundo e do diabo.

OBJETIVOS

  • Reconhecer o grande amor de Cristo;
  • Retribuir seu amor, amando-o de verdade;
  • Alcançar vitória contra o pecado através do seu relacionamento com Cristo.

PARA COMEÇARA AULA

Apresente aos alunos manchetes sobre as “cracolândias” do nosso país. Pesquise e apresente dados atualizados sobre as estatísticas de consumo do crack. Se possível, consiga imagens de pessoas sofrendo nesta condição.

Escreva no quadro estas duas perguntas:

É POSSÍVEL DEUS AMAR ESTAS PESSOAS? É POSSÍVEL A IGREJA AMAR ESTAS PESSOAS?

A seguir, mostre reportagens de pessoas resgatadas pelo “Projeto Cristolândia”. Enfatize que o amor de Deus abrange qualquer situação, por mais deplorável e degradante que seja.

 

RESPOSTAS DA PÁGINA 46

1)         O seu amor por Cristo.

2)         Por Sua conduta, ensinos e morte sacrificial.

3)         Mortificando os pecados.

 

PALAVRAS-CHAVE

Graça • Amor • Cristo

 

Lição 7  – Tu Me Amas?

 

LEITURA COMPLEMENTAR

O escritor aos Hebreus quando tratou da santificação como meio claro e real para o homem ter o direito de ver a Deus, ele estava falando de um coração totalmente santificado em Deus. O segredo da vitória em Cristo Jesus pela santificação, é lembrado mediante a retidão, devoção e gratidão dedicada a Ele com prazer em tudo o que fazemos.
Vivemos nos dias em que muitos líderes de igrejas têm priorizado enfatizar aos seus membros a extrema necessidade de uma vida totalmente voltada para as realizações vitoriosas. E nesse desejo desenfreado de ter logo as respostas favoráveis em tudo o que realizamos na obra de Deus e em nossas vidas, surgem os obstáculos que muitas vezes atrapalham a nossa carreira cristã vitoriosa. Este trecho abunda em encorajamento e animação.

Provavelmente o versículo 13 deve ser lido: “Deixar pegadas retas” (Hebreus 12:13), lembrando de que outros seguirão nas nossas pisadas, (a) Todos os que são de Cristo têm deveres para com eles mesmos, (b) Todos os que são de Cristo têm deveres para com os seus semelhantes, 12:14. (c) Todos os que são de Cristo têm deveres para com Deus, 12:14-17.

A santidade requer algumas coisas que precisamos atentar deliberadamente. Quando Deus impõe algo sobre a vida humana, sempre revela o porquê está impondo; no caso do texto em estudo, o Altíssimo dá logo a resposta porque exige do homem uma vida santificada, “Sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12:14) ARC.

Todos os servos de Deus deveríam meditar profundamente nesta verdade e fazer dela a sua plataforma para uma vida abençoada em Cristo. “Não se aparte da tua boca o Livro desta Lei; antes, medita nele dia e noite” (Josué 1:8) ARC.

Livro: “Santificação na visão da pós-modernidade” (BOAS, Lauri Franco Vílla. Rio de Janeiro. Maia Gráfica e Editora, 2O14. Págs. 137-138).

Estudada em  19/05/2018

TEXTO ÁUREO

“Tu me amas? Ele lhe respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo.” Jo 21.16

 

VERDADE PRÁTICA

Dentre todas as demonstrações de amor, não se esqueça de amar a Cristo acima de tudo.

DEVOCIONAL DIÁRIO

Segunda Ef 6.24 Graça aos que amam

Terça Lc 7.47 Quanto maior o amor, maior o perdão

Quarta -1Jo 3.18 Amor em ações

Quinta 2Co 4.17 Glória eterna

Sexta 2Tm 2.3; 4.7 Fidelidade a Cristo

Sábado-Ap 2.10 Fiel até a morte

 

LEITURA BÍBLICA

João 21.15-17

15        Depois de terem comido, perguntou Jesus a Simão Pedro: Simão, filho de João, amas-me mais do que estes outros? Ele respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Ele lhe disse: Apascenta os meus cordeiros.

16        Tornou a perguntar-lhe pela segunda vez: Simão, filho de João, tu me amas? Ele lhe respondeu: Sim, Senhor, tu sabes que te amo. Disse-lhe Jesus: Pastoreia as minhas ovelhas.

17        Pela terceira vez Jesus lhe perguntou: Simão, filho de João, tu me amas? Pedro entristeceu-se por ele lhe ter dito, pela terceira vez: Tu me amas?

E respondeu-lhe: Senhor, tu sabes todas as coisas, tu sabes que eu te amo. Jesus lhe disse: Apascenta as minhas ovelhas.

Hinos da Harpa: 304 -145

 

TU ME AMAS?

INTRODUÇÃO

I. CRISTO E O CRISTÃO

  1. O sentimento do cristão Ef6.24
  2. Tu me amas? Jo 21.15-17
  3. O amor a Cristo Lc 7.47

II. AMAS A CRISTO?

  1. A evidência desse amor 1jo 3.18
  2. O perigo de não amar a Cristo 1Jo 3.23
  3. Testemunhando esse amor 1jo4.11

III. AMAR A CRISTO É VENCER

  1. Mais que vencedor Rm8.37
  2. Lutar para vencer 2Tm 2.3;4.7
  3. A vitória final Ap 2.10

APLICAÇÃO PESSOAL

 

INTRODUÇÃO

A disposição para amar outro alguém é uma dádiva que Deus implantou no coração do ser humano. Todavia, infelizmente, as pessoas colocam com muita frequência suas afeições em coisas ou amam apenas os que lhe são próximos. Jesus afirma que sem amá-lo acima de tudo, ninguém poderia ser Seu discípulo (Mt 10.37-39).

1. O sentimento do cristão. O cristão verdadeiro é aquele cuja fé está em seu coração e se expressa em santificação e honra na sua vida cotidiana. O cristão, quando erra, embora sinta sua pecaminosidade, culpa e maldade, não sente prazer no pecado, mas se arrepende e busca pautar sua vida pela Palavra de Deus.

Além de tudo isso, existe algo que é peculiar e notável ao crente verdadeiro. Esse algo é o seu amor por Cristo. Conhecimento, fé, esperança, reverência, obediência, todos estes são traços do caráter do cristão verdadeiro. Mas esse quadro seria muito imperfeito se tal cristão omitisse o seu amor pelo seu divino Mestre. Ele não só conhece, confia e obedece; e vai muito além disso ele ama

2. Tu me amas? Ouça uma vez mais o que o nosso Senhor Jesus perguntou ao apóstolo Pedro, após ter ressuscitado dentre os mortos. Por três vezes, Ele repetiu a pergunta: “Simão, filho de João, tu me amas?” (Jo 21.15-17). A ocasião era notável. Jesus tinha a intenção de restaurar Seu discípulo errante das dolorosas lembranças de ter caído três vezes no mesmo pecado de negar o Senhor.

Jesus desejava extrair de Pedro uma nova confissão de fé antes de restaurar publicamente sua comissão para apascentar a Igreja. E qual foi a pergunta que Ele fez a Pedro? Ele poderia ter dito: “Tu crês em mim?”. Ele não usou esta expressão; mas simplesmente disse: “Tu me amas?”

O nosso Senhor Jesus Cristo queria que compreendêssemos do que deve depender a fé de um cristão. Apesar de soar como uma pergunta simples, ela era perscrutadora, clara e fácil de ser entendida por qualquer pobre homem iletrado, mas que continha um assunto que poderia colocar o apóstolo à prova. Se um homem ama a Cristo de verdade, tudo pode ser corrigido na sua vida; se não ama, tudo andará errado, e este não poderá ser restaurado e servir a Deus.

3. O amor a Cristo. O verdadeiro cristão ama a Cristo por tudo o que o Senhor fez por ele. Cristo sofreu em seu lugar e morreu por ele na cruz. Jesus o redimiu da culpa, do poder e das consequências do pecado através de Seu sangue. Além disso, o cristão ama a Cristo por todo o bem que Ele continua a lhe fazer.

O que o amor a Cristo nos ensina:

a) O amor a Cristo é o companheiro inseparável da fé salvadora. A fé que um cristão pode ter sem amor é uma fé meramente intelectual, mas nunca aquela fé que salva. A pessoa que foi realmente perdoada é aquela que realmente ama (Lc 7.47).

b) O amor a Cristo é a principal motivação para se trabalhar para Ele, O coração precisa estar interessado antes que as mãos se movam.

c) Amor a Cristo é o ponto sobre o qual devemos discorrer de forma especial ao ensinar a fé cristã. O tema amor a Jesus está bem mais ao alcance do entendimento das pessoas do que outros assuntos teológicos complexos. Ele nos amou até a morte e nós precisamos amá-lo em retribuição (Mt 21.16).

A Igreja não existe para satisfazer as nossas necessidades… Nós existimos como igreja para satisfazer as necessidades dos outros.” (Joel Houston)

 

III. AMAS A CRISTO?

A evidência desse amor. A Bíblia nos ensina claramente que uma pessoa pode ter bons sentimentos, sem que necessariamente tenha uma fé verdadeira. Mas também nos ensina, de forma não menos clara, que não pode haver fé verdadeira que não se expresse em um verdadeiro amor a Cristo. Amor não é sentimento, é uma virtude concedida por Deus. Portanto, a pessoa tem ou não tem. Por isso, é inútil tentar esconder o fato de não se amar a Cristo.

A alma correrá grande perigo, pois estará desqualificada eternamente para o céu, caso lhe falte o amor, a essência de Deus. E esse amor é derramado em nossos corações quando nascemos de novo e nos tornamos filhos e filhas de Deus (Rm 5.5). Aquele que vive sem amor a Cristo pode achar que não tem qualquer obrigação para com Ele. Além disso, aquele que morre sem amor a Cristo jamais poderia alcançar o céu onde Cristo habita. Portanto, reconsidere seus caminhos e seja sábio: “Filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas de fato e de verdade” (ljo 3.18).

2. O perigo de não amar a Cristo. Jesus estabeleceu o exemplo perfeito de amor. Tudo a Seu respeito — Seu modo de falar, Sua conduta, Seus ensinos e Sua morte sacrificial — absolutamente tudo veio a demonstrar o Seu amor. Até o fim de Sua vida nesta terra, Jesus amou completamente aqueles a quem conheceu, especialmente Seus discípulos [Jo 17.24).

Quem não ama a Cristo em retribuição pelo que Ele fez por si, não tem qualquer senso de dívida para com Ele. Portanto, não possui sequer um sentimento razoável de que está em falta para com Ele. Não tem a lembrança contínua de ter recebido qualquer coisa dele.
Da conversa de Jesus com Simão diante da mulher pecadora, depreende-se que há os que pouco amam porque foram pouco perdoados; e há os que muito amam porque foram muito perdoados (Lc 7.40-47). Ou seja, quanto maior a consciência da graça perdoadora recebida, maior a dimensão de demonstração de amor para com Cristo.

O remédio é buscar a ajuda do Espírito Santo para abrir os olhos do nosso entendimento para que vejamos a amplitude da graça que nos foi dada no Amado, e assim, possamos manter um coração agradecido e cheio de amor pelo Senhor que nos perdoou e nos salvou. Em amando a Cristo, também poderemos amar os irmãos (1jo 3.23).

3. Testemunhando esse amor. Se você ama a Cristo, nunca se envergonhe que outros vejam e reconheçam isso. Fale de Jesus aos seus amigos, testemunhe a Seu respeito quando for oportuno. Viva para Ele. Trabalhe para Ele. Ele o amou e o lavou de seus pecados em Seu próprio sangue, então, deixe que os outros saibam que sente amor por Cristo e que o ama em retribuição ao amor Dele.

Decerto, tal amor deve e pode ser desenvolvido, de modo que o amor ao próximo seja uma extensão natural do amor que devotamos a Cristo:

‘Amados, se Deus de tal maneira nos amou, devemos nós também amar uns aos outros” (1jo 4.11],

 

III. AMAR A CRISTO É VENCER

1. Mais que vencedor. Cada cristão nascido de novo é um soldado de Cristo, o qual entrou numa batalha contra o pecado, o mundo e o diabo, visando ao seu crescimento e santificação.

O simples fato de alguém pertencer a uma igreja local, frequentar um lugar cristão de culto e se intitular crente já deveria ser uma declaração pública legítima de que ele desejaria ser reconhecido como um soldado de Cristo. Mas nem sempre isso se dá, porque nem todos os “cristãos” são realmente novas criaturas em Cristo Jesus, infelizmente.

Todo aquele que faz parte da Igreja sendo um cristão autêntico, tem o melhor de todos os líderes: Jesus, o Capitão da Salvação, através de quem ele pode ser mais que vencedor (Rm 8.37). Tem, igualmente, o melhor dos suprimentos: o pão e a água da vida; e também o melhor dos soldos: um eterno peso de glória (2Co4.17).

2. Lutar para vencer. O Cristão verdadeiro não é só um soldado, mas um soldado vitorioso. Ele não só professa estar ao lado de Cristo em uma luta contra o pecado, o mundo e o diabo, mas ele realmente luta e é vencedor. Essa é uma grande marca que distingue os cristãos verdadeiros. Outros talvez gostariam de constar nas fileiras do exército de Cristo; alguns talvez tenham uma vontade morosa e um desejo fraco de obter a coroa da glória; entretanto, somente o cristão verdadeiro realiza o trabalho de um soldado de Cristo. Apenas este enfrenta diretamente os inimigos de sua alma; e realmente luta contra eles e os vence (2Tm 2.3; 4.7).

“Aqueles que conhecem o grande e terno coração de Jeová, certamente serão levados a negar seus próprios amores, para participar da expressão do Seu amor” (Jim Elliot)

3. A vitória final. A vitória nas lutas espirituais é uma evidência satisfatória de que uma pessoa possui fé salvadora. Portanto, como vai sua batalha? Você está vencendo o amor ao mundo e o temor do homem? Está vencendo as paixões, a dureza e a lascívia do seu próprio coração? Está vivendo em santificação e resistindo ao diabo e fazendo com que ele fuja de você? Como andam essas questões na sua vida?

De fato, ou o crente domina o pecado, o diabo e o mundo, ou acaba por servi-los. Não existe meio-termo. Ou o crente é vencedor ou está derrotado e perdido. Cada crente em Jesus deve combater o bom combate e perseverar, a despeito dos sofrimentos e perseguições, se deseja apoderar-se da vida eterna. Caso deseje chegar ao céu, deve estar decidido a vencer cada conflito diário. É preciso santificação e, decerto, mortificar o pecado, vencer o mundo e resistir ao diabo, para então poder vencê-los e se apoderar da herança dos santos (Ap 2.10],

 

APLICAÇÃO PESSOAL

Amar a Cristo deve ser a atitude primordial para todo o cristão Fomos destinados à vitória, e esta consiste em amar a Jesus Cristo acima de tudo e de todos!

 

RESPONDA

1)         O que é peculiar e notável ao crente verdadeiro?

2)         Jesus estabeleceu o exemplo perfeito de amor. Como Ele o demonstrou?

3)         Se alguém deseja lutar pela santidade para chegar ao céu, o que deverá fazer?

 

VOCABULÁRIO

  • Morte sacrificial: morte motivada por uma conduta de sacrifício em favor de outrem.
  • Soldo: salário de um soldado.